Resenha de os Bridgertons 6- o conde enfeitiçado

 Vamos para mais uma resenha. Como todos sabem eu sou apaixonada em toda a coleção dos Bridgertons e acho incrível o jeito que a Julia Quinn (autora) consegue fazer uma conexão emocional entre os personagens e entre os leitores com os personagens. Só que nos últimos livros (5 e 6 para ser mais exata) ela vem cometendo alguns erros e eu vou tentar explicar para vocês nesse post. Quem já tá me acompanhando a um tempo sabe que eu sempre começo as resenhas falando da sinopse e depois falo das minhas opiniões, por isso quem quiser pular a sinopse, sinta-se a vontade e sempre que tiver spoiler eu faço um alerta, enfim, vamos ao que interessa.


Sinopse

Francesca, a dona do nosso sexto livro é também a sexta irmã Bridgerton, a que menos aparece nos livros anteriores por ser um pouco mais afastada da família apesar de amar muito cada um dos Bridgertons. Tudo vira de cabeça para baixo quando o seu marido Jhon morre após 2 anos de casamento, Francesca se sente desolada, amava demais o marido e era muito feliz com ele, o que restou foi o seu melhor amigo e primo próximo de Jhon chamado Michael que após 4 anos da morte da pessoa em questão, volta para Londres e encontra Francesca novamente. Será que o encontro vai trazer novas emoções? Será que eles conseguirão se perdoar ou acharão que estão traindo a memória de Jhon? isso, meus caros leitores, vocês só vão descobrir se lerem o livro.


Minha opinião

Me sinto na obrigação de comentar que dei 3,5 estrelas para esse livro. Uma estrela por Francesca, uma estrela por Jhon, uma estrela pelo enredo (que na teoria foi muito bom) e meia estrela pela relação de Francesca com Jhon. O resto eu odiei. SE VOCÊ NÃO QUISER SPOILER PARE AQUI. Tudo começou a dar errado quando o pensamento dos personagens não viraram palavras, faltou diálogo do que realmente importa, palavras são importantes sendo boas ou ruins, bastam ser sinceras, no livro isso foi totalmente banalizado e um diálogo importante foi calado por Michael. Sobre o Michael, não é que eu não tenha gostado dele, é só que eu gostei muito mais do Jhon e acho que a Frannie combinava muito mais com o marido morto do que com o Michael. Algumas partes foram mal desenvolvidas, tipo o casamento deles, a relação da Francesca  com a família e os sentimentos de Michael não foram retratados com tanta clareza. Se eu pudesse resumir esse livro em 2 palavras seriam: raso e superficial. Faltou a emoção, faltou os sentimentos, faltou o diálogo e faltou muita coisa. Minhas partes preferidas do livro foram quando a Francesca estava com o Jhon e as notas da autora no final que explicou sobre as doenças e muitas outras coisas que o livro em sí não explicava. Isso não quer dizer que eu odeio a coleção só por ter  odiado o livro 5 e o livro 6. Eu só acho que esses dois últimos foram feitos só para compor coleção e não para mostrar uma história em si. De qualquer forma, eu recomendo sim e acho que toda leitura é válida. Quem sou eu? Garota do blog,xoxo


P.s: não vejo a hora de ler o livro da Hyacinth, ela parece ser super legal e decidida além de ter um par romântico legal, pelo que eu vi na sinopse, aguardem a resenha, bjs



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha do livro: Sempre teremos o verão

Resenha do livro: O lado feio do amor (sofri muito)

Resenha do livro: Better than the movies